VIAJAR ENRIQUECE A VIDA E DURA PARA SEMPRE!

Bem-vindo ao blog da caravana para a Irlanda com a Eddie Van Feu, escritora anarquista e bruxa wiccana. Aqui você curte as dicas para viajar para essa terra mágica e fica por dentro da próxima viagem: ESCÓCIA E IRLANDA 2017! Conheça o roteiro completo AQUI! Para informações gerais ou entrar na mala direta da viagem, mande um e-mail: suporte@eddievanfeu.com.



terça-feira, 6 de julho de 2010

Curiosidades Curiosas sobre a Irlanda

Limerick é uma das cidades que visitaremos. Olha só a vista! Prepare sua máquina!


A gente tá andando na rua, indo pro banco, voltando do almoço, quando de repente cai a ficha. Vamos para outro país! Quer dizer, eu viajo o Brasil todo, às vezes até sonho que estou no aeroporto, então não me toquei que dessa vez a viagem é pra muito mais longe. É outra língua, outra cultura, a gente vai olhar em volta e não reconhecer nada! Isso pode ser muito estressante para alguns, mas para mim é uma coisa maravilhosa, uma aventura inesquecível! Comecei a catar coisas sobre a Irlanda e dessa vez achei um blog muito interessante do qual chupei essa matéria, escrita originalmente por

Então, vamos às curiosidades curiosas pra você não morrer de susto por lá! Como sempre, meus comentários estão em itálico e colorido.

Outro belo cenário em Limerick. Imagine um ritual nessas terras...

Língua oficial: são duas.

A Irlanda tem duas línguas oficiais: o inglês e o gaélico (também chamado de “Irish”). Em Dublin, é muito raro escutar alguém conversando em gaélico. Na verdade, apesar de serem obrigados a estudar o idioma na escola, poucos irlandeses têm o domínio da língua. Os turistas só se deparam com o gaélico em algumas sinalizações de rua e em placas nos transportes públicos. Vamos a uma cidadezinha medieval que fala predominantemente o gaélico, mas todo mundo fala inglês. O difícil é o sotaque. Você não precisará se preocupar, pois teremos guia em Português.

Olhe para o lado certo da rua!

Assim como na Inglaterra, os motoristas dirigem do lado direito do veículo. Como quase o mundo inteiro usa outro sistema de direção, o governo tenta evitar acidentes com turistas, escrevendo no chão das vias para onde o pedestre deve olhar antes de atravessar. Sair do Brasil pra ser atropelado na Irlanda é o cú-mu-lo!!! Olho vivo aos distraídos!!! Senão vamos ter que atravessar rua de mãos dadas, que nem criança!

Esse é um lugar chamado grange circle.

Quando sair da frente

Se o veículo tiver um adesivo com a letra L em vermelho, significa que quem está ao volante é um learner, ou seja, aprendiz. Então já viu, né? Mantenha distância!

Mostra a cobra e mata o pau!

Não tem cobras na Irlanda. É verdade, você jamais vai encontrar esse réptil por lá. Diz a lenda que São Patrício, padroeiro do país, expulsou todas as cobras da ilha e elas nunca mais voltaram. Mas há alguns céticos que atribuem a ausência do animal ao clima gelado. Olha que inusitado! Deve ter muito sapo então! Espero que a gente não tenha que engolir nenhum! Basta os que a gente já tem que engolir por aqui...

Não festejaremos São Patrício

Por falar em Saint Patrick, o dia dele, 17 de março, é o mais festejado do país. Todo mundo se veste de verdee sai às ruas no maior clima de carnaval! A gente tá fora da agenda, então nada de Parada de São Patrício pra gente!

Mais um castelo em Limerick, com direito a cemitério tudo. Queria ver um fantasma...

Semsacolas

A lei proíbe que o comércio distribua sacolinhas de plástico. Quem não tiver bolsas ou mochilas para carregar as compras, precisa pagar pela sacola. A mais barata custa em torno de €0,20, mas dependendo do tamanho e da qualidade pode chegar a mais de €1,00. Como a maioria dos supermercados não tem estacionamento e os clientes quase sempre fazem compras a pé, é muito comum ver pessoas carregando galões de leite, pizzas e papel higiênico na mão no meio da rua. Crianças, já sabem! Levem suas bolsas recicláveis compradas no mercado! Ou nossas bolsas que crescem e diminuem conforme a necessidade! Não imagino o que a gente vai comprar no mercado, mas é melhor prevenir.

Mercados fantasmas

As máquinas substituíram as pessoas em alguns supermercados. É comum encontrar caixas self-service, onde o cliente sozinho passa as compras, coloca o dinheiro, pega a nota fiscal e o troco. Esse é o meu ideal!!! Espero que a gente não se enrole com a diferença de moeda.

Olha a balança!

A comida típica da Irlanda sem dúvida nenhuma é a batata. Vale de tudo quanto é jeito, frita, assada, purê, cozida... Assim como na Inglaterra, o prato "fish and chips" é idolatrado tanto por turistas quanto por locais. Gente! Tenho que emagrecer RÁPIDO pra poder comer com consciência tranquila nesse lugar! Eu amo batata!!!! Ah! Eu soube que foi a batata que tirou a Irlanda da miséria!

Limerick de noite. Um encanto.


Feijão no café

Os irlandeses costumam comer no café-da-manhã um feijão que vem enlatado com molho de tomate e tem gosto levemente adocicado. Olha, eu não sou fã de feijão, mas faço questão de experimentar. Mas prefiro a batata!

Cerveja irlandesa

A bebida mais consumida por lá é a famosa cerveja preta Guinness. Em Dublin, tem até uma "fábrica" que pode ser visitada pelos turistas (http://www.guinness-storehouse.com/). Já me contaram que depois de doar sangue ou depois de lar à luz, as pessoas recebem Guinness no próprio hospital para ajudar na recuperação. A marca virou sinônimo de vigor e força. A cervejaria está no nosso roteiro, embora eu preferisse mesmo era visitar a fábrica do Baileys!

Aaah....

Outras bebidas irlandesas são o Jameson Whiskey e o cremoso Baileys. Ah! Eu falei que ele era famoso! Quem não gosta de Baileys, bom sujeito não é, ou é ruim da cabeça ou é doente do pé!

Você vai dar 0 anel pra quem?

O anel claddagh é uma jóia típica irlandesa e geralmente usada como anel de casamento. As mãos indicam amizade, o coração simboliza o amor e a coroa representa lealdade. O anel é mais comum, mas é possível achar brinco, pulseira, colar e até enfeite de parede com este símbolo. Ai, que lindo!!! Pretendo encantar anéis lá pra trazer pra cá, então se eu encontrar este, será um lindo anel encantado para o amor!

Bom, por hora, é só! Amanhã tem mais curiosidades e ainda quero falar sobre James Joyce, o escritor patrimônio cultural da Irlanda, cuja história é deprimente, como da maioria dos escritores, mas interessante.


3 comentários:

  1. Eddie, Literalmente to pirando na "batatinha",rsrs, esses lugares são lindos e as dicas estão ótimos, tbm to com medo de me enrolar com o dinheiro.E afinal... quem vai na viagem, Só eu, você e o Renato?! cadê o pessoal? ta na hora da turma mostrar a cara!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  2. Já conheço algumas pessoas que vão, como a Selma, o Abranches, a Mírian, entre outros. Mas esse povo deve ser tímido! Ninguém fala nada!!!!

    ResponderExcluir
  3. Como foi a viagem??? Estou adorando as dicas...
    Me mudo pra Dublin dia 10/10, tô com frio na barriga.

    Bjos

    Fabi

    ResponderExcluir