VIAJAR ENRIQUECE A VIDA E DURA PARA SEMPRE!

Bem-vindo ao blog da caravana para a Irlanda com a Eddie Van Feu, escritora anarquista e bruxa wiccana. Aqui você curte as dicas para viajar para essa terra mágica e fica por dentro da próxima viagem: ESCÓCIA E IRLANDA 2016! Conheça o roteiro completo AQUI! Para informações gerais ou entrar na mala direta da viagem, mande um e-mail: eddie@eddievanfeu.com.



quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Uma Magia de Samhain para Outubro


Nos aproximamos de um momento super especial! Em plena abertura dos portais de Samhain, a Noite dos Antepassados, teremos duas Iniciações importantes em São Paulo! Fique esperto para os detalhes. Teremos também nosso primeiro curso virtual, onde derrubamos as fronteiras e nos encontramos para aprender. Em outubro, teremos também nossas quatro aulas no Módulo Esmeralda, onde os alunos vão receber um presente especialíssimo, nunca dado antes! É uma super surpresa, aguarde o seu! A Mandala do Ano já está valendo para 2011, então corra! E Porto Alegre já tem sua agenda! É tanta coisa que até fiquei tonta! Toma aí um ritual legal para o Samhain pra não dizer que não falei das bruxas!


Uma Magia para Samhain

Não é exatamente um ritual, mas uma magia para atrair a boa sorte nesse novo ciclo, com fartura e prosperidade. Acenda três velas violetas para seus mentores e as Bruxas Ancestrais, para o Povo da Sabedoria Antiga e para os Elementais. Coloque no meio uma carta onde você deve relatar as coisas que deseja conquistar nesse novo ciclo. Faça o bolo mágico. Pode ser qualquer bolo, mas estou mandando uma receita bem simples e que tem a ver com o Samhain.

Ingredientes:
250g de manteiga
300g de açúcar mascavo
5 ovos
1 colher de chá de fermento
2 maçãs
sumo de 1 limão
2 colheres de chá de canela
1 pitada de aniz
1 xícara de farinha de trigo
1 xícara de maisena

Modo de fazer:
Amasse a manteiga com o açúcar até deixar de sentir o granulado. Em seguida, junte os ovos e bata até ficar uma mistura lisa. Peneire a farinha com o fermento e a canela e incorpore no preparado anterior. Reserve. Descasque as maçãs, corte em cubos e regue-as com o sumo de limão. Misture com a massa reservada. Verta a massa numa forma untada com manteiga e polvilhada com farinha de trigo. Antes, trace com o dedo na fôrma o desenho de uma espiral, relembrando o eterno ciclo da vida e do Universo e atraindo as boas mudanças para o encantamento. Mostre o bolo para as três velas e pela para seus mentores e bruxas ancestrais que coloquem nesse bolo suas bênçãos e ajudem você a realizar suas metas. Leve ao forno pré-aquecido a 180º por 45 minutos.

Quando as velas apagarem, pegue a carta e coloque debaixo do seu colchão. Sempre que for dormir, diga pra si mesmo: “Pelas bruxas ancestrais e com a ajuda dos meus mentores espirituais, construo no astral minha felicidade e a vivo a cada dia. Eu realizo agora tudo o que desejar!”. A primeira fatia do bolo deve ser dada para seus mentores e bruxas ancestrais (pode colocar no altar ou deixar num lugar alto da casa por três ou sete dias. Depois pode jogar fora ou enterre ao pé de uma árvore). O restante do bolo pode comer e distribuir a quem você quer bem, pois ele estará poderosamente encantado com energias de sabedoria, intuição e poder de realização. Aproveite!
Esse feitiço pode ser feito em qualquer dia, mas tem mais poder quando os portais do Samhain estão abertos, sete dias antes e sete dias depois do dia 31 de outubro.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Ponche de Ostara


Pra manter nossa tradição de receitinhas ótimas no nosso blog, hoje mando pra vocês essa bebida que parece ótima, especial para sabats de Ostara. Como já disse, os portais ainda permanecem abertos por alguns dias, então é só aproveitar e fazer todos os rituais que você desejar, focando a realização, o amor, a amizade e o florescimento de tudo o que é belo. Ando meio atarantada aqui com uns trabalhos que, sinceramente, eu acho que NUNCA MAIS VÃO TERMINAR. Me sinto no Dia da Marmota, fazendo a mesma coisa todo santo dia, achando que as páginas dessas revistas estão se multiplicando. Não estou reclamando, só explicando porque minhas atualizações diárias estão de quatro em quatro dias! Mas já estou terminando e em duas semanas já serei um ser humano quase normal de novo!

PONCHE DE OSTARA

Ingredientes:
- 2 litros de guaraná
- Folhas de hortelã fresca
- 1 xícara de suco de laranja
- 1 xícara de suco de abacaxi
- ½ xícara de suco de limão
- raspas da casca de um limão
- 2 maças picadas em cubinhos sem casca e sementes
- 1 abacaxi picado em cubinhos
- Açúcar à gosto

Modo de fazer:
Junte numa panela: o guaraná os sucos de fruta e as raspas de limão com o açúcar. Deixe ferver rapidamente e retire do fogo. Junte aos pedacinhos de fruta e um punhadinho de folhas de hortelã fresca inteira. Deixe tampado para depuração dos sabores. Antes de servir coe as folhas de hortelã e acrescente bastante gelo. Sirva bem gelado.

Na nossa viagem para a Irlanda, estaremos na primavera! Aproveite a promoção de setembro! Ligue para (21)3872-4971 ou me e-meie: eddie@eddievanfeu.com

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Feliz Ostara! Espalhe flores por onde passar!


Ontem foi Ostara, um sabat celta que comemora o equinócio da primavera. Os portais permanecem aberto, então você pode fazer seus rituais de realização! Aproveite a Lua que está linda! A Ostara é comemorada em setembro na Roda Sul (Hemisfério Sul). Na Roda Norte, a Ostara acontece em março, mais perto da Páscoa (por isso as referências a coelhos e ovos). Este sabat marca o período de despertar da Terra, enquanto o Sol aumenta seu calor e poder. É o primeiro dia da primavera, momento em que as trevas e a luz estão em equilíbrio, até que a luz sobrepuja as trevas numa explosão de vida. É um ritual de crescimento, inspiração e o momento certo de colocarmos planos em andamento para tudo o que pode crescer em nossas vidas. Nossa viagem para a Irlanda Celta está agendada para maio, plena primavera na Irlanda, então vamos voltar com muitas flores na mente e coração. Ah! Vou aproveitar pra fazer um convite! Se você deseja ir para a Irlanda Celta, envie seu nome e endereço que eu vou colocar numa caixa mágica irradiadora especial só pra realização dessa viagem. Assim, você pode fazer suas magias daí que eu fico mandando força daqui! É só mandar pro meu e-mail: eddie@eddievanfeu.com

Saiba mais sobre a Ostara nesse texto retirado do livro Fonte:”Wicca – A Feitiçaria Moderna”, de Gerina Dunwich.


O Sabbat do Equinócio da Primavera, também conhecido como Sabbat do Equinócio Vernal, Festival das árvores, Alban Eilir, Ostara e Rito de Eostre, é o rito de fertilidade que celebra o nascimento da Primavera e o redespertar da vida na Terra. Nesse dia sagrado, os Bruxos acendem fogueiras novas ao nascer do sol, se rejubilam, tocam sinos e decoram ovos cozidos - um antigo costume pagão associado à Deusa da Fertilidade.

Os ovos, que obviamente são símbolos da fertilidade e da reprodução, eram usados nos antigos ritos da fertilidade. Pintados com vários símbolos mágicos, eram lançados ao fogo ou enterrados como oferendas à Deusa. Em certas partes do mundo pintavam-se os ovos do Equinócio da Primavera de amarelo ou dourado (cores solares sagradas), utilizando-os em rituais para honrar o Deus Sol.

Os aspectos da Deusa invocados nesse Sabbat são Eostre (a deusa saxônica da fertilidade) e Ostara (a deusa alemã da fertilidade). Em algumas tradições wiccanas, as deidades da fertilidade adoradas nesse dia são a Deusa das Plantas e o Senhor das Matas.

Como a maioria dos antigos festivais pagãos, o Equinócio da Primavera foi cristianizado pela Igreja na Páscoa, que celebra a ressurreição de Jesus Cristo. A Páscoa (em inglês "Easter", nome derivado da deidade saxônica da fertilidade, Eostre) só recebeu oficialmente esse nome da Deusa após o fim da Idade Média.

Até hoje, o Domingo de Páscoa é determinado pelo antigo sistema do calendário lunar, que estabelece o dia santo no primeiro domingo após a primeira lua cheia, no ou após o Equinócio da Primavera. (Formalmente isso marca a fase da "gravidez" da Deusa Tríplice, atravessando a estação fértil.) A Páscoa, como quase todas as festividades religiosas cristãs, é enriquecida com inúmeras características, costumes e tradições pagãos, como os ovos de Páscoa e o coelho. Os ovos, como mencionado, eram símbolos antigos de fertilidade oferecidos à deusa dos Pagãos. A lebre era um símbolo de renascimento e ressurreição, sendo animal sagrado para várias deusas lunares, tanto na cultura oriental como na ocidental, incluindo a deusa Ostara, cujo animal era o coelho.

Os alimentos pagãos tradicionais do Sabbat do Equinócio da Primavera são os ovos cozidos, os bolos de mel, as primeiras frutas da estação em ponche de leite. Na Suécia, os "waffles" eram o prato tradicional da época.

Incensos: violeta africana, jasmim, rosa sálvia e morango.
Cores das velas: dourada, verde, amarela.
Pedras preciosas sagradas: ametista, água-marinha, hematita, jaspe vermelho.
Ervas ritualísticas tradicionais: bolota, quelidônia, cinco-folhas, crocus, narciso, corniso, lírio-da-páscoa, madressilva, íris, jasmim, rosa, morango, atanásia e violetas.

Um Ritual do Sabbat Ostara

Comece marcando um círculo de 3m de diâmetro, usando giz ou tinta branca (é um círculo mágico. Faça com visualização usando sua varinha ou dedo indicador). Monte um altar no centro do círculo, voltado para o norte. Coloque uma vela da cor apropriada do Sabbat no centro do altar. à direita (leste), coloque um incensório com o incenso apropriado do Sabbat ou um turíbulo contendo pedaços de carvão aquecidos, sobre o qual a sálvia será queimada. à esquerda (oeste) da vela, coloque uma tigela com ovos cozidos decorados com runas, desenhos de fertilidade e outros símbolos mágicos.

Diante da vela (sul), coloque um punhal e uma espada cerimonial consagrados. Após salpicar um pouco de sal sobre o círculo para purificá-lo, pegue a espada cerimonial e trace o círculo em movimento destrógiro, começando no leste. Enquanto traça, diga: ABENÇOADO SEJA ESTE CÍRCULO DO SABBAT SOB O NOME DIVINO DE OSTARA, ANTIGA DEUSA DA FERTILIDADE E DA PRIMAVERA. SOB SEU SAGRADO NOME E SOB A SUA PROTECÇÃO ESTE RITUAL DE SABBAT AGORA SE INICIA.

Coloque a espada de volta no altar e, então, acenda a vela e o incenso. Pegue o punhal com a mão direita e ajoelhe-se diante do altar com a lâmina sobre o coração, dizendo: ABENÇOADA SEJA A DEUSA DA FERTILIDADE, ABENÇOADO SEJA O SEU RITUAL DA ÉPOCA DA PRIMAVERA. ABENÇOADO SEJA O REI-DEUS SOL, ABENÇOADA SEJA A SUA LUZ SAGRADA.

Coloque a lâmina da espada sobre a região do Terceiro Olho em sua testa e diga: O SOL CRUZOU O EQUADOR CELESTE, TRAZENDO O SOL E A LUA COM A MESMA DURAÇÃO DE HORAS. FINALMENTE A DEUSA DA PRIMAVERA RENASCEU, A SUA BELEZA Dá VIDA ÁS ÁRVORES E ÁS FLORES. ABENÇOADA SEJA A DIVINA DEUSA DAS MATAS. ELA é A CRIADORA DE TODAS AS COISAS VIVAS. ABENÇOADO SEJA O SENHOR DAS MATAS. EU CANTO ESTA CANÇÃO PARA A DEUSA E PARA O DEUS. DESPERTEM, DESPERTEM TODOS E OUÇAM A VOZ DO CHAMADO DA DEUSA. ABENÇOADA SEJA A NOSSA MÃE TERRA, QUE ELA SEJA PREENCHIDA COM PAZ, MAGIA E AMOR. A DEUSA RESPIRA A VIDA. A DEUSA Dá A VIDA. A DEUSA é A VIDA. ELA REINA SUPREMA. ASSIM SEJA!

Encerre o ritual apagando a vela e desfazendo o círculo com a espada cerimonial em movimento levógiro. Os ovos podem ser comidos como parte do banquete do Sabbat do Equinócio da Primavera, e jogam-se conchas numa fogueira ao ar livre ou enterram-nas no chão como oferenda à Mãe Terra.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Conheça aqui o roteiro completo da nossa viagem para a Irlanda Celta!


Com a mudança de operadora, o roteiro vai mudar. Mas a base é essa aí!
É hora de abrir as asas e ir mais longe. Irlanda, o berço da magia, terra das bruxas e dos druidas, abre suas portas para nós com seus castelos, cultura e encantos. Será um passeio lindo, uma viagem dos sonhos e muito rica espiritualmente, pois vamos realizar vários rituais lá, incluindo rituais com os dragões, fadas e bruxas ancestrais. Teremos também uma Iniciação num local de grande poder. Esta é uma viagem mágica e não irei sozinha. Dessa vez, você também pode ir! Programe-se e organize-se, pois será uma viagem inesquecível que você não deve perder. Pra quem quer saber mais, entre em contato: (21)3872-4971.
E-mail: eddie@eddievanfeu.com
Essa viagem será mágica e poderosa. E você devia fazer parte dela.


ENCANTOS E MAGIAS DA IRLANDA CELTA
Uma viagem mística com Eddie Van Feu em 2010


20 DE MAIO – ( SEXTA) – SÃO PAULO / PARIS
Comparecimento ao aeroporto Internacional de São Paulo / Guarulhos.

21 DE MAIO – (SÁBADO) – PARIS / DUBLIN
Recepção por motorista e guia falando português e traslado ao Hotel Maldron Cardiff Lane de categoria 4*, ou similar. Acomodação, saída para Jantar de confraternização (aproximadamente as 19h00) no Restaurante CHARPTER ONE (o restaurante mais atmosférico da cidade, que faz parte do Museu dos escritores de Dublin). Restante do tempo livre. Pernoite.




22 DE MAIO – (DOMINGO) – DUBLIN (City Tour)
Café da manhã Irlandês. Descubra esta linda e charmosa cidade onde vive um terço dos irlandeses. Trata-se de uma cidade muito jovem e dinâmica, em processo de crescimento econômico. Dublin tem tudo que uma capital precisa, diversas visitas e experiências culturais interessantes.
Deleite-se nesse city tour panorâmico e descubra os lados norte e sul do rio. O lado norte nos oferece grandes monumentos civis como o GPO (General Post Office), onde se encontra a estátua de CuChulain (um herói mítico). A estátua foi erigida para comemorar o 1916. Outra atração é a Custom House, nos Gardens of Remembrance, na Parnell Square. Veremos aí uma grande escultura do artista Oisin Kelly, baseada no tema de “Children of Lir” dedicada à memória de todos aqueles que deram suas vidas pela liberdade irlandesa . Children of Lir é a mais famosa lenda irlandesa, é bonita mas também muito triste, os quatro filhos do Rei Lir foram transformados em gansos pela ciumenta madrasta.
O lado sul aparenta ser mais sofisticado com seus vastos “Georgian Squares”, caracterizados pelas portas coloridas, ao longo da rua Grafton e suas lojas de qualidade. A Trinity College também é parte integrante da cidade.


Visita a Dvblinia
Ligada à via “Christ Church Catedral”, há uma elegante ponte de pedras. Dvblinia é uma aventura que irá fazer com que fique imerso na história medieval. Um modelo em miniatura de Dublin explica seu nascimento e desenvolvimento. O tour acaba com uma exibição das diferentes atividades no tempo e no mercado interativo.
Depois, visita ao Museu Nacional, situado no coração da cidade, num edifício magnífico. Este museu é cheio de tesouros, sua coleção de joalheria pré-histórica em ouro é, sem dúvida, a mais bela da Europa. Outra grande exibição são os inúmeros ornamentos e relíquias de grande beleza dos celtas e dos cristãos antigos.

À tarde
Tempo livre e retorno ao hotel. Pernoite.

Muito importante: recomenda-se consumo moderado de bebidas alcoólicas em virtude do ritual que acontecerá no dia seguinte.



23 DE MAIO – (SEGUNDA) – DUBLIN
Café da manhã Irlandês completo e saída para visitar a Trinity College & Book of Kells. Esta é a faculdade mais antiga da Irlanda e foi fundada em 1592 pela Rainha Elizabeth I nas terras confiscadas do Convento Agustiniano. Seremos capazes de admirar de lá o Parliament Square e seus edifícios do século XVIII. Esta faculdade teve vários estudantes famosos como Jonathan Swift e Samuel Beckett atualmente têm 13000 estudantes.
A visita à velha biblioteca, com mais de vinte mil títulos, se faz uma bela surpresa devido ao seu esplendor. O Livro de Kells, do século nono, encontra-se exibido nela.
O Livro de Kells é um dos maiores manuscritos do mundo, foi escrito por volta do ano de 800 por monges Irlandeses na Ilha de Iona na Escócia e traz o estabelecimento monástico dos Kells, depois de uma passagem viking à Iona.
Em seguida iremos ao Dublin Writer’s Museum, que possui em seu acervo a maquina de escrever de James Joyce, cartas escritas a mão de Brandan Behan para amigos, dentre outras coisas.


À tarde
Visita a um Bosque local (nesse dia acontecerá o ritual de conexão com a mãe terra e com as divindades da Irlanda. Retorno ao hotel e pernoite)

Muito importante: recomenda-se consumo moderado de bebidas alcoólicas em virtude do ritual que acontecerá no dia seguinte.



24 DE MAIO – (TERÇA) – DUBLIN / WICKLOW TOUR / DUBLIN
Café da manhã Irlandês completo. Hoje viajaremos através das belas montanhas de Wicklow, também chamadas de “jardins da Irlanda” para alcançar o Kilkenny medieval. O caminho pela estrada oferece lindas e belas paisagens. Ao alcançar “Glendalough” vocês terão a oportunidade de ver montes com carneiros. As belezas de Wicklow são estonteantes.
Visitaremos o Castelo de Huntington, lar das sacerdotisas de Isis, local de grande poder. Na confluência de dois rios, com trilhas e paisagens, é um local ao qual o espírito freqüentemente retorna. Este castelo só é aberto a visitação de junho a outubro, podendo ser visitado somente seu exterior.
Aqui acontecerá o Ritual de Isis.

Visita ao Glendalough, uma antiga cidade monástica, estabelecida no século VI por St. Kevin, no coração do vale dos dois lagos (Gleann da Loch). Este era um importante centro de aprendizado assim como destino de muitos peregrinos.
Existem muitas lendas a respeito de St. Kevin e ele é comparado a São Francisco de Assis. O Centro Interpretativo traça a história da comunidade através de uma exibição áudio-visual, que se relaciona com a Era de Ouro dos antigos cristãos da Irlanda. Depois seremos levados a um tour pelo local, incluindo a Round Tower (torre redonda – 33 metros de altura), as ruínas da catedral e a cozinha St. Kelvin cercado pelo antigo cemitério.

À tarde - visita a Catedral de São Patrício e Avoca

Visita à Catedral
Seguiremos então até Avoca para visitar os famosos Avoca Hand Weavers.
A pequena vila de Avoca apareceu para a fama em 1966 quando foi escolhida para a ser o local da famosa série de TV Ballykissangel. O mais famoso local da vila é o Fitzgerald, um pub antigo e com fino restaurante. Também temos na vila de Avoca o Avoca Hand Weavers, criado em 1723 e é o mais antigo negócio montado na Irlanda.
Retorno a Dublin e pernoite
Noite Livre – Atenção: Recomenda-se não ingerir bebidas alcoólicas, em virtude do ritual no dia seguinte.



25 DE MAIO – (QUARTA) – DUBLIN / VALE BOYNE / DUBLIN
Café da manhã Irlandês completo, O vale Boyne é sem dúvida a região mais histórica de toda a ilha e também de muitos locais religiosos.
Nossa primeira visita será o Monte de Tara (Hill of Tara – o Centro Interpretativo não abre no mês de janeiro). Este local é conhecido como o trono dos reis elevados e antigos da Irlanda, isto é associado à vinda de St. Patrick e da Luz do Fogo de Pascal próximo ao Monte Slane. O Centro Interpretativo no Monte de Tara, baseado próximo à igreja, apresenta uma excelente mostra em áudio-visual deste rico período da historia irlandesa. A jornada nos levará até a Iush e planícies gramíneas, trazendo-nos até Slane.
Aqui acontecerá o Ritual de conexão com os Mestres e mentores dos planos superiores para a busca de equilíbrio e sabedoria.

Loughcrew Cairns
Os “Loughcrew Cairns” são um grupo de túmulos neolíticos, datados de 3000 A.C., localizados em três diferentes montes no condado de Meath. Cairn T, uma das maiores tumbas do complexo, tem em seu interior uma câmara em forma de cruz e alguns dos mais belos exemplos da arte neolítica da Irlanda. Durante o equinócio de Vernal e Autumnal, as pessoas entram em Carn T para ver a luz do sol iluminar o interior da tumba. Cairn L é outra impressionante tumba. A visita a Loughcrew é recompensada por alguns dos exemplos mais maravilhosos da idade de pedra mas também por algumas das vistas mais estonteantes da Irlanda.
O Vale Boyne é sem dúvida um dos mais históricos locais da Irlanda, não é surpresa que aqui estejam os mais importantes monumentos irlandeses como o NewGrange, Knowth ou Loughcrew Cairns. Estas são tumbas megalíticas, datadas de 2500 A.C., localizadas ao longo do vale do rio Boyne. Este rio também é muito conhecido pela Batalha de Boyne, em 1690 entre o rei católico da Inglaterra, James and o protestante William. A vitoria de William trouxe grandes conseqüências e repercussões para a Irlanda, algumas inclusive tendo influência na história.



Centro de Visitas Brú Na Broinne
Este centro é designado para apresentar a herança arqueológica do Vale Boney, o que inclui as megalíticas tumbas de Newgrange, Knowth end Dowth. A apresentação extensiva inclui uma replica em perfeita escala da câmara de Newgrange assim como um modelo completo de uma das menores tumbas de Knowth. O centro é o ponto de partida para todos os visitantes aos dois monumentos.

Newgrange
Esta tumba megalítica foi construída por volta de 3200 A.C. e cobre uma área superior a um acre, cercada por 97 kerbstones, alguns deles são ricamente decorados com arte megalítica. A passagem interna de 19 metros nos leva a uma câmara cruciforme, acredita-se que esta obra demorou por volta de 20 anos para ser construída e consumiu mão-de-obra de 300 homens. A passagem e a câmara são iluminados pelo sol de inverno. Um eixo de luz brilha através da caixa do telhado, penetrando na passagem para assim iluminar a câmara.

Ritual de Descoberta da sua Missão Pessoal e recados dos Antepassados

Retorno a Dublin e pernoite.

Noite:
Visita opcional a um Pub, sugestão: The Abbey Tavern ( localizado próximo ao centro de Dublin, excelente lugar para repor as energias gastas durante o passeio pela cidade , conhecido por suas baladas e sua boa cerveja).



26 DE MAIO – (QUINTA) – DUBLIN / ENNISKILLEN / SLIGO
Café da manhã Irlandês completo – check-out no hotel e saída até Enniskillen, situado entre o baixo e alto Erne, trata-se de uma cidade histórica, almoço incluso, na cidade. A tarde, visita ao Castelo Enniskillen, construído há quase 600 anos pela família gaélica Maguires, que guarda uma das poucas passagens de entrada no Ulster, foi estrategicamente importante através da história. No Século XVII tornou-se um forte militar inglês e mais tarde serviu como parte de um quartel. Chegada a Sligo, acomodação e pernoite.
Atenção: Recomendamos consumo moderado de bebidas alcoólicas em virtude do ritual do dia seguinte.

27 DE MAIO – (SEXTA) – SLIGO / YEATS COUNTRY / GALWAY
Café da manhã Irlandês completo, check-out e saída em direção a Galway, ainda pela manhã visita a Creevykeel e Drumcliff.
Recentemente restaurado, esta tumba da corte é uma das mais belas de seu tipo. Foi construída por volta de 2500 A.C. e tem muitas lendas a respeito do local. Câmaras foram adicionadas ao seu lado oeste e na idade média foi usada por um Blacksmith como fornos.
AQUI ACONTECERÁ UM RITUAL DE LONGEVIDADE.



Visitaremos também o Drumcliff, situado na base do Ben Bulben. Esta montanha com seu estranho topo liso é uma gigante pedra calcária, crescendo na frente do oceano. O famoso poeta W. B. Yeats está enterrado aqui, no cemitério ao redor da pequena e simples igreja, construída nas fundações do monastério St. Columba. Na tumba poderemos ler o epitáfio que o próprio Yeats escreveu.
A tarde, visitaremos Carrowmore, este tour é muito belo e não distante da montanha de Ben Bulben. É um cemitério com cerca de 6000 anos de idade, o local é fascinante pela sua paisagem, história, técnicas de enterro e principalmente por suas lendas.
Chegada em Galway, acomodação e pernoite.
A noite, saída para um Pub, (OPCIONAL) sugerimos Moran’s Oyster Cottage, famoso por seus frutos do mar, este pub centenário também possui uma boa cerveja, distante de Galway 18 km.

28 DE MAIO – (SÁBADO) – GALWAY /ILHAS ARAN – INISHMOR / GALWAY
Café da manhã Irlandês completo – sairemos com ônibus até Rossaveal na Connemara, costa oeste de Galway para apanhar a balsa e chegarmos a Inishmor.
Esta viagem para as Ilhas Aran é como uma viagem ao passado, leva-se 30 minutos de balsa de Connemara até Inishmor, a maior das três Ilhas Aran. A vida gaélica resiste até hoje no local, no idioma e tecnologicamente. A principal fonte de renda e emprego ainda é a pesca.
O tour de micro-ônibus nos leva a visitar o forte Dun Aengus, também apreciaremos a “Na Seacht dTeampail” (Sete Igrejas), que consistem em ruínas de igrejas, uma casa monástica e alguns fragmentos de uma grande cruz datada entre os séculos VIII e XIX. Depois do tour teremos algum tempo livre em Kilronan, a capital de Inishmor antes de retornar à balsa para a terra principal.

Forte Dun Aengus
Este forte é um dos melhores monumentos pré-históricos da Europa Ocidental. Don Aengus é protegido por um lado por um penhasco e por muralhas que compreendem três círculos concêntricos. A vista do forte é de tirar o fôlego!
AQUI SERÁ REALIZADO O RITUAL COM OS DRAGÕES PARA ACESSAR O REINO DOS DRAGÕES E CONTATAR UM AMIGO DESTE PLANO.

Retorno para Galway via Rossaveal


29 DE MAIO – (DOMINGO) – GALWAY / BURREN / LIMERICK
Café da manhã Irlandês completo – partida em direção a Limerick, passando pela Região de Burren County Clare parando para visitar o Dolmen of Poulnabrone.

O Burren
Parte que forma os 100 km quadrados do Parque Nacional do Burren. É uma região de pedras calcárias que abrangem um total de 300 km que se encontra com o Conty Clare ao noroeste, é composto de pavimentos de pedra calcária que erodiram de maneiras e padrões distintos. O Burren contém dúzias de tumbas megalíticas e cruzes celtas assim como uma ruína de uma abadia datada do século XII. Descobriremos pequenas vilas abandonadas e estradas verdes onde podemos andar milhas sem sequer ver um carro. A flora é uma mistura ártica e mediterrânea, com flores raras como orquídeas por exemplo. O Burren é realmente uma parte excepcional da Irlanda.
Visitaremos o Burren to Slieve Carron, onde há uma antiga igreja escondida no bosque, de grande energia . Próximo dela encontraremos uma caverna de hermitão.
PARADA NO DOLMEN OF POULNABRONE ONDE ACONTECERÁ O RITUAL DE INICIAÇÃO DE NOVOS BRUXOS E MAGOS.

Seguimos até os Penhascos de Moher para visita.

Penhascos de Moher
Situados no oceano Atlântico e circundando a área do Burren, os penhascos são uma das vistas mais espetaculares da Irlanda. Ficam a 230 metros acima do solo no ponto mais alto e tem 8km de comprimento, num dia claro pode-se ver as Ilhas Aran na baia Galway. O penhasco atinge seu maior ponto ao norte na Torre O´Brien. Cornelius O´Brien é descendente de Brian Boru, que lutou contra os vikings na batalha, ele construiu a torre para que tomasse chá com alguns amigos, esta é adjacente a casa de algumas de suas esposas. Lá também temos um pequeno café, uma loja para souvernirs e um centro para turistas.

Seguiremos para Liscannor para visitar o poço de St. Brígida.

Existem dúzias de poços na Irlanda, mas este é particularmente diferente. Pessoas de todo o mundo o vão visitar e levar oferendas para o interior da pequena caverna cavada pelo homem. Brigida nunca de fato foi considerada uma santa católica, a bem da verdade diz a lenda que era filha de Dagda, uma figura pagã das mais universais. Brígida foi transformada pela igreja em St. Brigida em 453, ela é a patrona dos fazendeiros e do gado e protetora das casas contra o fogo e a calamidade. Atualmente um dos seus mais famosos nomes em gaélico é Muime Chriosd, “Foster-Mother of Christ”
AQUI ACONTECERÁ O RITUAL PARA BRIGHID PARA PROTEÇÃO DA FAMILIA.

Chegada a Limerick , acomodação e pernoite.



30 DE MAIO – (SEGUNDA) – LIMERICK (CASTELOS)
Café da manhã Irlandês completo - Saída para visitar o Castelo Bunratty e o Parque do Povo e o Castelo do Rei John
O Castelo Bunratty é um dos mais completos e autênticos na Irlanda. Construído em 1425 e pilhado em diversas ocasiões, foi restaurado em 1954 à seu esplendor medieval com mobiliário e tapeçaria trazendo-nos o estilo da época. Nas terras do castelo também temos o Bunratty Folk Park. O Parque do Povo demonstra diariamente como era a vida rural na Irlanda no século XIX. Ele contém casas de fazenda reconstruídas, casas de campo e lojas. Muitos cuidados foram tomados para que as construções fossem o mais autentico possível, incluindo-se mobiliário. É um museu vivo, poderemos visitar uma casa de fazenda, um ferreiro trabalhando, pão sendo assado e diversas outras coisas.

Seguiremos para visitar o Castelo do Rei John

O Rei João da Inglaterra teve este castelo construído entre 1200 e 1212, no local de uma antiga fortificação. Construído como uma fortaleza de cinco lados, com quatro torres ao seu redor. Atualmente o castelo e suas casas são uma excelente exibição. Feitas de madeira na entrada, temos diversas estátuas que representam soldados e características do castelo em diferentes tempos.

Esta noite inclui o jantar medieval no castelo Bunratty ou no Knappogue
O famoso banquete medieval, servido duas vezes por noite no castelo é um testemunho da cultura e da vida social medieval. As moças no castelo ajudam os convidados mostrando a tradicional hospitalidade irlandesa. O vinho é servido enquanto se é recriada a mágica atmosfera com musica e canções.


Retorno e pernoite no hotel em Limerick



31 DE MAIO – (TERÇA) – LIMERICK / A PENINSULA DINGLE
Café da manhã Irlandês completo - check-out no hotel e saída em direção a Peninsula de Dingle
Esta é a mais ao norte das penínsulas Kerry. Áspera e selvagem mas ainda assim cultivável, ainda permanece atrelada às tradições. Desde Inch, uma praia longa cercada de dunas (onde foi filmado o filme “Ryan´s Daughter”) poderemos admirar a península de Iveragh e a praia Rossbeigh. Depois de Dingle, o último bastião urbano da língua gaélica continuaremos através da montanha Eagle ate os penhascos de Slea Head. Aqui o azul do mar cerca a ilha de Blasket deserta desde 1953. À distância, em dias claros, podemos dicernir as duas rochosas ilhas de Skelling, onde poderemos achar ruínas de um antigo monastério cristão.
No inicio da Irlanda cristã os monges procuravam lugares isolados para se estabelecer, em Dingle vamos visitar o Oratório Gallarus. Construído no século IX este oratório permaneceu intacto através dos séculos devido ao seu excelente trabalho em pedra.
A Peninsula Dingle é um lugar encantador com suas vilas pintadas em cores brilhantes e paisagens belas.

À NOITE
AQUI ACONTECERÁ O RITUAL NOTURNO PARA CONEXÃO COM AS BRUXAS ANCESTRAIS QUE CONFEREM PROTEÇÃO CONTRA MAGIA E NERGIAS NEGATIVAS E A SABEDORIA DA ALQUIMIA DOMESTICA.

Pernoite no hotel na Península de Dingle.



01 DE JUNHO – (QUARTA) PENINSULA DE DINGLE / O ANEL DE KERRY
Café da manhã Irlandês completo - Parada próxima à Abertura de Dunloe para fotos, seguindo para o Anel de Kerry.
O Anel de Kerry (166km) é a mais famosa e panorâmica rota da Irlanda. Na rota ao redor do anel há um impressionante cenário – montanhas, lagos e vistas magníficas do Oceano Atlântico. Deixando Killarney, passando por Killorglin famosa por sua “Puck Fair”, então para Glenbeigh onde a estrada do penhasco nos da visão panorâmica da Peninsula Dingle e sua baia. Continuamos então para Cahirciveen passando pelo local de nascimento do herói nacional Daniel O´Connell. Chegaremos então à cidade de Waterville. Passaremos também por Sneem Village, famosa por suas coloridas casas. Pernoite no hotel em Sneem Village
Noite livre: Recomenda-se não ingerir bebida alcoólica em virtude do ritual do dia seguinte.



02 DE JUNHO – (QUINTA) O ANEL DE KERRY / CIRCULO DA PEDRA DE DROMBERG
Café da manhã Irlandês completo – check-out no hotel em Sneem Village e saída até a pitoresca vila de Kenmare, a partir daí pegaremos a estrada da montanha para County Cork. Vista do topo, uma das mais belas, a linda Baia Bantry.
Continuando adiante passando ainda por Skibereen e Clonakilty. Próximo a Clonakilty visitaremos o Circulo de Pedras de Dromberg.

Circulo de Pedra de Dromberg
Este grupo de 17 pedras é impressionante, são datadas de 1700 A.C., situadas em forma de circulo. Ao lado das pedras temos um fulacht fiadh que era usado para cozinhar durante a idade do bronze. O curioso é que através deste método de cozinha podia-se ferver 300 litros de água em aproximadamente 18 minutos apenas.
AQUI ACONTECERÁ O RITUAL PARA ABERTURA DE CAMINHOS, FARTURA E PROSPERIDADE COM AS FADAS.

Chegada a cidade de Cork acomodação e pernoite.

Noite: visita a um pub (OPCIONAL), sugerimos The Long Valley, lugar de visita obrigatória para que visita a cidade de Cork. Seu cardápio inclui maravilhos sanduíches.



03 DE JUNHO – (SEXTA) CORK (CITY TOUR + CASTELO BLARNEY)
Café da manhã Irlandês completo - Pela manhã faremos um city tour panorâmico pela cidade. Nos braços do rio Lee, Cork, a terceira cidade da Irlanda, ficando apenas atrás de Dublin e Belfast é dominada pelas águas. A cidade ainda mantém um ar medieval devido às suas ruas estreitas e tortuosas. Cork é uma cidade industrial e um importante centro universitário. Sua arquitetura é do século XIX, construções vitorianas franjem as ruas principais como a St. Patrick´s Street e Grand Parade.
Cork é agradável, viva e popular com uma parte antiga como o quarteirão Huguenot, hoje uma área para pedestres repleta de cafés e bares. Algumas largas avenidas com arvores dão à Cork uma aparência elegante assim como o neo-clássico City Hall.

Visitaremos agora o Castelo Blarney
Este castelo atrai visitantes de todo o mundo e está situado a 8km da cidade de Cork. Uma forte construção do Lord McCarthy, construído em 1446 e famoso pela sua pedra – a pedra da eloqüência, que tradicionalmente acredita-se tem o poder de dar o poder da eloqüência a todos que a beijam. Muitas lendas são contadas a respeito da origem da pedra, então, porque não beijá-la e descobrir por si só se a lenda é real?
Continuaremos agora ao sul de Cork, com destino a Cobh. Esta cidade começou a se desenvolver no fim do século XVIII quando Cork era usada como porto pelos navios militares britânicos. Milhares de imigrantes irlandeses transitaram por Cobh. Atualmente é uma cidade agradável, suas ruas tem aclives acentuados em direção a um monte, cujo topo tem a bela Catedral de St. Coleman, que possui um carrilhão de 47 sinos.

Tempo livre em Cobh.

Retorno a cidade de Cork – pernoite

Noite: livre Recomenda-se não ingerir bebidas alcoólicas em virtude do ritual do dia seguinte.


04 DE JUNHO – (SÁBADO) CORK / ROCHA CASHEL / CASTELO LEAP / DUBLIN

Café da manhã Irlandês completo – check-out no hotel e saída até Dublin.
Manhã – visita a Rocha de Cashel -> Provavelmente o local mais fotografado na Irlanda, a Rocha de Cashel é uma das maiores atrações turísticas da Irlanda. Eleva-se sobre a cidade de Cashel em 200 pés, a rocha calcária foi anteriormente o trono dos Reis de Munster. St. Patrick visitou-a em 450 enquanto Brian Boru era coroado o primeiro rei da Irlanda.
AQUI ACONTECERÁ O RITUAL DE PROTEÇÃO E ESCUDAMENTO.

À tarde: visita ao Castelo Leap
Foi construído para guardar a passagem de Slieve Bloom para Munster. O curioso é que este castelo tem a reputação de ser o mais assombrado da Irlanda, com direito a fantasma mal cheiroso e mal encarado.
Continuaremos até Dublin onde teremos tempo livre o restante da tarde
Pernoite no hotel em Dublin

Noite livre : visita (OPCIONAL) a um pub – sugestão: Brazen Head, um dos locais mais antigos da Irlanda. O Brazen Head tem mais de 300 anos, mantendo seu estilo e visual como quando criado. Dentre seus ilustres clientes estão: Wolfe Tone, Daniel O’Connel e Robert Emmet.

Pernoite no hotel em Dublin.

05 DE JUNHO – (DOMINGO) - DUBLIN
Café da manhã Irlandês completo – Dia inteiramente livre: aproveita para as compras na bela Dublin, ou passeio opcional para visitar a cervejaria “Guiness Storehouse”
A Cervejaria Guiness em Dublin é a maior fabrica de cerveja de malte da Europa e casa da Guiness Storehouse. Aberta em 1904 possui uma planta operacional para fermentação e estocagem da Guiness. Os visitantes descobrirão como se faz uma Guiness, os ingredientes, o processo, o tempo, o oficio e a paixão. A apresentação mostra ainda como foi introduzida no mercado e como hoje é vendida em mais de 150 países. A visita acaba no sétimo andar, no chamado “Gravity Bar”, para experimentar em primeira-mão o elixir da vida, a Guiness. No local há ainda uma loja para lembranças, galeria e área de exibições, um restaurante e dois bares.
Tarde: visita ao Castelo Hotel, onde passaremos a tarde, em seguida iremos a um Castelo para a hospedagem da última noite, SUGERIDO Kilkea Castelo Hotel ou similar. Divirtam-se aproveitando as suas instalações e passeio pelos seus belos jardins
AQUI ACONTECERÁ O RITUAL DE DESPEDIDA E ABERTURA DOS CAMINHOS

NOITE: Confraternização

06 DE JUNHO – (SEGUNDA) - DUBLIN / LONDRES / SÃO PAULO
Café da Manhã Irlandês e em horário oportuno traslado ao aeroporto para embarque com retorno ao Brasil, saída prevista no vôo IB 3183 – AS 14H40, chegando em Madrid as 18h10, fazendo conexão com o vôo IB 6825 com horário previsto de saída as 00h05 do dia 07/Set.

Café da Manhã Irlandês, hospedagem até as 12h00 e em horário oportuno traslado ao aeroporto para embarque no vôo AF 5007, com horário previsto de saída as 17h25, chegando a Paris as 20h25 e conexão com o vôo 454, saída as 23h30 com destino a Guarulhos / SP.
07 DE JUNHO – (TERÇA) - SÃO PAULO - GUARULHOS
Desembarque no aeroporto internacional de São Paulo / Guarulhos.

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Bênção Celta

Depois de longo e tenebroso inverno, estamos de volta ao nosso mundo de magia celta e cultura irlandesa! Conforme os pedidos, voltamos com magias, orações, receitas e curiosidades da Irlanda, para nos inspirarmos na nossa viagem que rola em maio de 2011. Se você sente que essa terra verde e azul chama você, entre no nosso comboio! Ligue para (11)3258-1100! Vamos partir dia 20 de maio e em alguns dias você poderá conferir o roteiro completo, que inclui não só visitas a lugares lindos e poderosos em magia como rituais fantásticos com os Dragões, com as Bruxas Ancestrais e Iniciação. Pra começar essa nova fase do blog, eis uma bênção celta belíssima para encantar e inspirar seus dias! A imagem que ilustra esse post foi meu presente de aniversário da amiga Carolina Mylius. É assim que ela me vê na Irlanda!


BENÇÃO CELTA

No dia que o peso apoderar-se dos teus ombros, e tropeçares, que a argila dance, para equilibrar-te!

E, quando teus olhos congelarem, por trás da janela cinzenta,
E o fantasma da perda chegar a ti...
Que um bando de cores, índigo, vermelho, verde
E azul celeste, venha despertar em ti,
Uma brisa de alegria.

Quando a vela se apagar no barquinho do pensamento,
e uma sensação de escuro estiver sobre ti,
que surja para ti, uma trilha de luar amarelo,
para levar-te a salvo pra casa.

Que o alimento da terra seja teu!
Que a claridade da luz te ilumine!
Que a fluidez do oceano te inunde!
Que a proteção dos antepassados,
esteja com você!

E assim...
que um vento teça essas palavras de amor a tua volta,
num invisível manto, para zelar por tua vida, onde estiveres.

Que assim seja!
E assim se faça.