VIAJAR ENRIQUECE A VIDA E DURA PARA SEMPRE!

Bem-vindo ao blog da caravana para a Irlanda com a Eddie Van Feu, escritora anarquista e bruxa wiccana. Aqui você curte as dicas para viajar para essa terra mágica e fica por dentro da próxima viagem: ESCÓCIA E IRLANDA 2016! Conheça o roteiro completo AQUI! Para informações gerais ou entrar na mala direta da viagem, mande um e-mail: eddie@eddievanfeu.com.



quarta-feira, 30 de junho de 2010

Vidas passadas na Irlanda

Em agosto de 2010, vamos passar por lugares que nossas almas reconhecem. Muitas pessoas têm me dito e escrito que o coração se acelera quando ouvem falar da viagem para a Irlanda, e que chegam a ter sonhos e visões. Comigo não é diferente. Às vezes, eu tento deixar pra lá, fingir que não é grande coisa, diminuir a ansiedade. Afinal, me perdoem os outros países, mas o Brasil é lindo demais e - me perdoem os outros Estados - o Rio de Janeiro continua lindo. Vejo aquelas paisagens todas e tento me convencer de que não é tããão bonito assim... Ledo engano! É lindo, sim!!! E é diferente! E, sim, eu estou louca pra ir, como se ouvisse um chamado de séculos atrás, como se algo impressionante e muito importante me aguardasse. Aí eu me deparo com um vídeo como esse. Faça o exercício que eu acabei de fazer e me diga se não rola uma coisa estranha, como se saíssemos do corpo! Apague a luz, expanda a imagem clicando nesse quadradinho à direita e relaxe. Concentre-se apenas nas imagens e deixe-se sentir. Só isso. Quando terminar, me conta como foi (tem um muralzinho aí do lado ou pode deixar um comentário). Difícil acreditar que essas pessoas que estão se unindo para essa viagem não tenham tido uma vida passada entre druidas e sacerdotisas irlandeses... E impossível acreditar que pisar nessas terras não vá mudar cada um de nós.

3 comentários:

  1. Lindo vídeo, Eddie :)
    Senti um arrepiozinho no começo, haha. Não me surpreendo mais porque minha atração por música celta e paisagens assim, sejam montanhosas ou não, é algo fora do comum, então eu realmente acredito que possa ter sido galesa ou celta em outra vida, seja na Irlanda ou outro território em que os galeses chegaram. Queria taaaanto ir nessa viagem mas infortunadamente, não dá, por falta de dinheiro e tempo. Mas agora com trabalho novo, o dinheiro vai ficar mais fácil, então se a Deusa quiser, na próxima eu vou! Poderia falar no próximo post coisas pros interessados na próxima viagem (pra quando você planeja, quanto saiu pra cada pessoa essa primeira, coisas assim), mas lógico que é melhor planejar se essa primeira der certo, mas realmente espero que dê pra que outras pessoas possam ir e você possa crescer mais ainda espiritualmente e contar sua experiência pra nós ^^
    Te adoro Eddie, beijos mágicos, boa viagem e boa sorte por lá desde já, que a Deusa te acompanhe.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Jun! BOm, a verdade é que eu nem sei se vai ter uma próxima! A gente tá se concentrando nessa, que é real, mas ainda não há planos de fazer uma outra. O preço por pessoa ficou em torno de 6 mil dólares. Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Eu já acho que minha vida passada foi na Inglatera. Eu tenho uma memória de um dia da minha infância "passada". Essa memória veio do nada enquanto eu e meus pais saíamos de Floripa rumo a Criciúma, para visitar meus avós. Me veio essa imagem, como uma lembrança [eu tinha uns 5 anos e nem sabia que o reino unido existia]: Eu era uma crinça [tb de uns 5 anos] sentada no banco de trás de um carro cujo volante ficava no lado direito. Meus "pais" [pessoas que eu nunca vi nessa vida] conversavam alegremente mas eu não prestava atenção, eu olhava pra cima [carro conversível], eu olhava pros cabos de uma ponte, bastante parecida com a ponte Hercílio Luz de floripa, só que mais comprida, maior. O sol estava se pondo. O mar em volta era bem azul e logo a frente viam-se prédios.
    Depois disso não me lembro de mais nada. Só sei que anos depois vi uma foto da ponte Humber na inglaterra, e reconheci imediatamente, foi essa ponte que eu vi. A mesma ponte, a mesma paisagem, o mesmo lugar.
    Conclusão: eu era uma criança inglesa em alguma vida, possivelmente na passada, tendo em vista que da época em que essa memória aconteceu até hoje, houveram pouquíssimas mudanças.

    ResponderExcluir