VIAJAR ENRIQUECE A VIDA E DURA PARA SEMPRE!

Bem-vindo ao blog da caravana para a Irlanda com a Eddie Van Feu, escritora anarquista e bruxa wiccana. Aqui você curte as dicas para viajar para essa terra mágica e fica por dentro da próxima viagem: ESCÓCIA E IRLANDA 2016! Conheça o roteiro completo AQUI! Para informações gerais ou entrar na mala direta da viagem, mande um e-mail: eddie@eddievanfeu.com.



quinta-feira, 23 de junho de 2011

Começando pelo começo: RITUAL 1


13 Dias / 10 Noites
Saídas: 09 de setembro 2011.
Visitando: Dublin, Galway, Limerick, Tralee, Killarney e Cork.

Roteiro Aéreo e Terrestre

Dizem que quem visita a Irlanda, nunca mais a esquece. A paisagem irlandesa possui uma ressonância mítica, carregada com rico passado histórico. Essa viagem, no entanto, terá mais do que história e personagens míticos. Teremos rituais poderosos em uma terra conhecida como o berço da magia. Sintonizaremos com as grandes sacerdotisas e magos do passado, reviveremos a magia mais essencial dos tempos dos Tuatha de Dannan, os filhos de Danna. Acompanhe com detalhes essa experiência espiritual e mística nessa oportunidade que pode ser única, pois este roteiro pode não mais se repetir.

Roteiro

1º Dia – 09 de setembro 2011 - sexta-feira – São Paulo / Amsterdam
Apresentação no Aeroporto Internacional de Guarulhos (Cumbica) para embarque em vôo com destino a Amsterdam. Pernoite a bordo.

Eddie fala: Já começamos ganhando presentes! Entregarei neste momento para cada pessoa o Olho de Dragão, um espelho encantado que nos conferirá proteção e, para os que desejarem, vidência quando necessário. Também darei um talismã para as bagagens e um talismã pessoal para cada um.
Primeiro passo:
Toda jornada, por maior que seja, começa com um primeiro passo. Esse é um primeiro passo físico, mas simbolicamente, nós já demos os primeiros passos para essa jornada. Se tivermos que escolher, seria no momento em que decidimos que queríamos ir. Por mais que tenhamos percalços, problemas e obstáculos aparentemente intransponíveis, é a força do querer que nos impulsiona para frente. Vi recentemente o filme À Procura da Felicidade, com Will Smith. Eu morria de medo desse filme porque ele parecia muito deprimente. Mas resolvi que queria ver e torci por um final encorajador.
Sim, às vezes precisamos de clichês! Eles existem por um motivo! De vez em quando, eu preciso ver o mocinho ficar com a mocinha, o herói vencer o vilão, o mocinho receber sua recompensa! O filme é muito bom e eu não vou estragá-lo pra você, mas ele me ensinou a força de um desejo. Parece nome de novela ruim... “A FORÇA DE UM DESEJO”. E uma novela que tem uma mocinha sofredora chamada Maria Eduarda!

Mas é o que é. A força de um desejo pode mover montanhas, ou coisas tão grandes e aparentemente intransponíveis quanto. O filme me inspirou a ir um pouco mais longe, forçar-me um pouco mais. Às vezes, eu tenho vontade de parar tudo e ir dormir. Eu me inspirei a ficar acordada mais um pouco, fazer um pouco mais, ler um pouco mais, escrever um pouco mais, fazer tudo “um pouco mais”. E quando não é o suficiente, então eu faço “muito mais!”. Essa viagem foi o sonho de muita gente, muita gente mesmo! Ela nasceu de uma ideia no ano passado e fez a gente sonhar! Mas a maioria ficou só no sonho. Quando os empecilhos surgiram, a viagem foi rapidamente substituída. E é nessa hora que nós podemos nos parabenizar quando realizamos um sonho. Um sonho raramente é prioridade. A prioridade está nas coisas “importantes”. E o que vale mais? Um gosto ou um trocado no bolso?

Difícil dizer, já que cada um de nós vive um momento específico, tem seu próprio ritmo. Mas, vendo esse filme, eu sinto aquela certeza lá no fundo de que se a gente se esforçar um pouco mais, tudo se ajeita no fim. Quase tudo que fiz na vida foi num impulso divino e louco. E quer saber? Se eu morresse agora, morreria bem feliz. Fiz o que quis. Fiz o que me foi dado a fazer. Espero que você possa, lá na frente, olhar para seus filhos, netos e amigos e dizer com convicção: Siga seus sonhos! Viva a vida! Faça o mundo olhar pra você e dizer: “Que cara maluco! Ele é que é feliz!”

Nosso primeiro passo para essa jornada para a Ilha Esmeralda não foi no aeroporto. Foi em algum momento em que vimos um filme e dissemos: “Eu preciso ir nesse lugar!”. Ou quando decidimos ir juntos. Ou quando simplesmente percebemos que há algo lá tão especial, tão único, que não pode pegar um avião e vir até nós. Nós é que temos que ir.

Às vezes, precisamos nos lembrar que a vida é mais do que pagar contas e correr atrás. Precisamos também abrir as asas e voar. Voar alto sem medo de cair! E quando a gente achar que nossos pés são muito pesados pra voar, que somos adultos demais para ignorar certos compromissos, que um dia poderemos ir nessa mesma viagem, caindo numa ilusão fácil para acalentar o coração de nosso próprio medo (é quando dizemos para nossa alma que estica o coração para algo: “na volta a gente vai! Na volta!”), bem, quando tudo isso acontecer e as pessoas cobrarem de você mais responsabilidade, nessa hora, alugue À Procura da Felicidade. Espero que o filme cause em você o mesmo efeito que causou em mim.

Uma magia de primeiro passo:

Escolha algo que simbolize o que você quer. Se for um emprego novo, uma carreira ou um curso, procure algo que represente essa sua jornada. Se for uma viagem, a mesma coisa. Esse objeto ou foto deverá ser encantado com seis velas, sendo três prateadas e três douradas. Nos primeiros dias da Lua Crescente, acenda as velas formando um triângulo com as prateadas e um com as douradas, formando uma estrela de seis pontas. Faça suas invocações. Passe o objeto na chama de cada uma das velas no sentido horário, verbalizando o que você deseja e pedindo a ajuda dos Dragões para esse pedido. Peça sabedoria e inteligência para reconhecer os sinais, peça coragem para seguir em frente e peça que os caminhos se abram. Passe o objeto na fumaça de seis incensos, fazendo a mesma coisa. Então, mostre-o para a a Lua (se estiver fazendo de noite) ou para o sol. Se for o Sol, deve ser o Sol das primeiras horas da manhã. Sinta a energia que vai invadir você e visualize seu pedido realizado. Coloque toda a sua emoção nisso.

Quando terminar, agradeça e feche o ritual. Nos próximos dias, acenda novamente as velas no formato de uma estrela de seis pontas com seu objeto ou foto no centro, visualizando o pedido realizado. Quando terminar, agradeça e apague tudo. Faça isso até as velas queimarem até o fim. O objeto deve ser tocado por você pelo menos uma vez ao dia (pode ser mais). E sempre que o tocar, veja e sinta seu pedido realizado. Essa magia é excelente para abrir caminhos para qualquer realização. E atenção! Só deve ser feita para você mesmo (não faça para terceiros). Se outra pessoa quiser fazer, você pode ensinar, mas não fazer pela pessoa.


Nenhum comentário:

Postar um comentário